FM Dom Bosco é finalista do Prêmio MPT de Jornalismo 2016

Por Jocasta Pimentel   |    08 ago 2016

A FM Dom Bosco está entre os finalistas do Prêmio MPT de Jornalismo 2016. A relação com mais de trinta trabalhos jornalísticos, de todas as regiões do país, foi divulgada assessoria de comunicação da Procuradoria Geral do Trabalho, em Brasília.

A Rádio Dom Bosco exibiu de 2 a 4 de maio de 2016 a série de reportagens “Das plantações de caju e mandioca ao lixão: trabalho infantil no Ceará, até quando?”. O conteúdo foi produzido pelas jornalistas Jocasta Pimentel e Roberta Farias.

Para a produção da reportagem, a equipe se deslocou até o município de Pacajus, região metropolitana de Fortaleza, onde visitou famílias que trabalhavam na produção da extração do caju e mandioca. No local, não foi difícil observar a presença de crianças e adolescentes trabalhando nessas atividades. Outro local visitado, foi o lixão municipal. Lá, a equipe também registrou a presença de crianças e adultos trabalhando como catadores de lixo.

Na reportagem foi abordada ainda a questão da mendicância, fator que evidencia como trabalho infantil. Nas ruas da capital cearense, a equipe flagrou crianças e adolescentes nos semáforos vendendo produtos ou fazendo malabarismos, em busca de um trocado.

Nesta terceira edição do Prêmio, foram inscritos cerca de 400 trabalhos jornalísticos. Os trabalhos selecionados foram avaliados em cinco etapas regionais e uma nacional e concorreram nas categorias jornal impresso, revista impressa, radiojornalismo, telejornalismo, webjornalismo, fotojornalismo, universitário e repórter cinematográfico.

Os vencedores regionais e nacionais por categoria serão conhecidos dia 1º de setembro, em cerimônia em Brasília. Veja a relação de finalistas, acesse:

Prêmio MPT de Jornalismo 2016 divulga finalistas

0 0 vote
Avaliação do artigo
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments