FM Dom Bosco exibe reportagem sobre o desafio de sobreviver à violência doméstica durante a pandemia

Fica em casa. Três palavras que marcam até hoje, o ano de 2020. Uma pandemia que mudou o mundo, desde as políticas públicas até as relações pessoais, profissionais, e que nos impossibilitou até mesmo de exercer o direito de ir e vir.

Estar em casa não foi fácil pra ninguém. Se foi difícil permanecer em casa, isolado, num lar que se tem uma boa família, condição financeira favorável, e um trabalho em homeoffice, imagina só pra quem não tem nada disso. Já pensou ficar isolada em casa, ao lado de um companheiro agressivo, que maltrata sua namorada, esposa, filhos, e ela ficar proibida até mesmo de pedir ajuda? Essa foi a realidade de muitas mulheres, durante a pandemia.

Esse foi o tema do especial “Vidas sufocadas na pandemia: o desafio de ficar em casa e sobreviver à violência doméstica”, que traz exemplos de mulheres que sobreviveram e que decidiram dar um basta na violência doméstica, durante a pandemia.

A reportagem foi produzida pelas jornalistas Roberta Farias e Jocasta Pimentel, e foi veiculada no último dia 5 de novembro de 2020 no programa Informativo Dom Bosco.

Acompanhe, na íntegra, a reportagem:

 

*Imagem de capa: ilustrativa