Live compartilha histórias de maternidade, empreendedorismo e os desafios de conciliar a dupla jornada

Por Roberta Farias   |    19 maio 2021

A dupla jornada faz parte do dia a dia das mães brasileiras. Conciliar trabalho e maternidade é quase uma arte. Mas, afinal, qual o impacto da pandemia na vida das mamães empreendedoras? A especialista em marcas e patentes, Vládia Gonçalves e a empresária, Mônica Gomes uniram forças e em meio à crise sanitária criaram uma empresa que atua na fabricação de pré- moldados. Nesta quinta-feira, dia 20 de maio, às 17h, ambas compartilharão com outras mães e trabalhadoras, como conseguiram inovar e criar um empreendimento, apesar do contexto atual.

Segundo Mônica Gomes, o momento é válido para alinhar boas ideias e estratégias na busca por novas oportunidades e até mesmo carreiras. “Eu já trabalhava com fabricação e venda de peças e acessórios para carros off-road, incluindo a parte de oficina mecânica. Após conhecer a Vládia, que é sobrinha do meu esposo, trocamos ideias, criamos um produto inovador para o mercado e decidimos investir na fabricação de pré- moldados. Estamos unindo forças e conhecimentos de cada uma, eu faço a parte de produção e a Vládia faz a parte comercial”, explica Mônica Gomes.

Antes de iniciar um negócio, no entanto, é fundamental que se faça um estudo de mercado, para entender a viabilidade de implantar a ideia, tratando de certas questões que permitem que o risco do investimento seja controlado, preferencialmente que seja uma oportunidade de mercado e que tenha conexão com o propósito da pessoa. Vládia Gonçalves afirma que conciliar a maternidade e o trabalho requer resiliência. “Pois precisamos ter “jogo de cintura” com as situações de desafios. No empreendedorismo, vejo que tenho mais flexibilidade para administrar as duas áreas da minha vida: os negócios e a maternidade. Também conto com uma rede de apoio importante, como minha secretária, o motorista, nossa babá, que fazem com que a maternidade aconteça de forma mais tranquila”, reforça Vládia.

Dados importantes
O levantamento ‘Estatísticas de Gênero: Indicadores Sociais das Mulheres no Brasil’, realizado pelo IBGE, constatou que, no ano passado, somente 54,6% das mulheres entre 25 e 49 anos que têm filhos estavam trabalhando – por outro lado, a porcentagem de homens na mesma situação sobe para 89,2%. Ao pensar em mulheres mães negras e pardas, a ocupação é ainda menor, de apenas 49,7%. Apesar de muita gente ter se adaptado ao esquema remoto de trabalho, dados da plataforma Workana, responsável por conectar freelancers a empresas da América Latina, mostram que a desigualdade de gênero também ficou em evidência no home office: segundo o relatório de 2020 da empresa, 48,3% das mulheres em regime CLT estavam também cuidando dos filhos em casa, enquanto apenas 11,1% dos homens exerciam as mesmas funções.

Sobre Mônica Gomes

“Sou uma mulher que desde muito cedo batalha pelos objetivos. Sempre que eu quero algo, luto até conquistar. Não sou de desistir fácil daquilo que eu quero, nem mesmos das coisas difíceis. Sou empresária e busco sempre inovar no mercado, conquistando a fidelidade de clientes antigos e conquistando novos clientes. Tenho 3 filhos. Sou mãe, e daquelas bem protetoras, por sinal. Nunca deixei que faltasse nada para os meus filhos, sempre fiz de tudo por eles. Sempre busco estar presente na minha família e na vida dos meus filhos, sem que atrapalhe o meu trabalho. Eles sempre me apoiam muito. Passei por muitas coisas nessa vida, sejam elas boas ou não mas, foram coisas que me tornaram a mulher, mãe e empresária que sou hoje. Meu maior desafio é conseguir treinar novas pessoas para exercerem suas funções de forma correta”, descreve Mônica.

Sobre Vládia Gonçalves

“Atualmente, atuo nos ramos de propriedade industrial e intelectual, no segmento de marketing digital e mais recentemente, com a fabricação de forro pré-moldado para a indústria da construção civil. Me sinto muito ungida em Deus. A minha vida profissional se deu através da necessidade do mercado. Pois os clientes que eu visitava na época em que trabalhava para outra empresa do mesmo segmento que o meu, sentiam necessidade de um acompanhamento melhor e mais próximo. Assim, percebendo essa carência, em 2003 abri uma sociedade e em seguida coloquei minha própria empresa em marcas e patentes, que hoje tem mais de 18 anos de atuação nos mercados local e nacional. É uma trajetória de desafio e superação, sempre trabalhando com transparência tanto com os clientes, quanto com os meus colaboradores”, explica Vládia.

Serviço
Live “Mãe e empreendedora de sucesso”
Quinta-feira, 20 de maio, às 17h
No Instagram @grupovladiagoncalves

0 0 vote
Avaliação do artigo
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments