Empresas promovem atividades sobre prevenção ao suicídio

Por Roberta Farias   |    17 set 2021

A campanha Setembro Amarelo, criada há seis anos, pelo Centro de Valorização da Vida (CVV), tem o objetivo de promover a prevenção do suicídio através da conscientização e discussão do tema, com o slogan “falar é a melhor solução”. As emoções e sentimentos estão diretamente ligados ao dia a dia da pessoa, tanto no ambiente familiar quanto no ambiente de trabalho – hoje um dos maiores causadores de transtornos de ansiedade e síndromes, como burnout. Pensando nisso, nos dias 17 e 20 de setembro, as empresas do Grupo Vládia Gonçalves realizarão em Fortalezam, atividades como palestra, círculos de diálogo e terapia individual.

Nesta sexta-feira, dia 17, os terapeutas Adriano Barros e Vanessa Barros vão ministrar a palestra intitulada “Acolhimento à Vida: como acolher pessoas e prevenir depressão e ideação suicida”. O público-alvo são os colaboradores da empresa. “Durante uma hora vamos dar essa pausa na rotina de trabalho e refletirmos juntos a pauta maior do Setembro Amarelo, que é a prevenção ao suicídio. Mais do que nunca é fundamental que as empresas promovam espaços como esse, que trata a saúde mental de seus funcionários”, afirmou o especialista. Na segunda-feira, dia 20, às 10h, o tema abordado no círculo de diálogo será “Porque investir em saúde mental?”.

De acordo com estudos feitos pela Tribo Global, uma consultoria com foco na humanização de culturas, integrando propósito e resultados, 76% dos entrevistados disseram ter dificuldades para estabelecer vínculos com os colegas de trabalho, e 58% relataram que suas relações no trabalho eram superficiais. Em uma segunda parte da pesquisa, após o início da pandemia, 20% deles integravam até cinco equipes.

Apenas 18% das empresas brasileiras possuem algum programa com foco na saúde mental do empregado, segundo dados da Isma-BR, representante no Brasil da International Stress Management Association. O Ministério Público do Trabalho defende a ratificação, pelo Brasil, da Convenção 190 da OIT, Organização Internacional do Trabalho, que contém diretrizes para o enfrentamento da violência, do assédio e da discriminação no ambiente corporativo. Esses são fatores que podem gerar o adoecimento mental dos trabalhadores.

 

 

Imagens: Arquivo pessoal/palestra

5 1 vote
Avaliação do artigo
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments