Plataforma de correção de redações desenvolvida por cearenses começa a ganhar o Brasil

Por Roberta Farias   |    22 out 2021

A plataforma cearense E-Correção tem aumentado sua atuação no País. Desenvolvida pelos sócios Claudemir de Sousa e Leonardo Marques, o sistema visa ajudar professores de escolas a otimizar a correção de redações.

Quem já utiliza o E-Correção é a carioca Gisele Marques. A professora, especialista em redação, teve de se adaptar ao “novo normal” no ano passado.

Ela conta que tentou diversos métodos de correção. “Pedi aos alunos enviassem e-mails com as redações. Vi o quanto era trabalhoso ter de corrigir dessa forma. Ainda tentei imprimir cada um dos textos. Gastava muito papel e tinta. Escaneava e reenviava para todos os estudantes depois. Um trabalho bem dificultoso”, lembra. 

Observando que os métodos tentados eram contraproducentes, a professora resolveu pedir ajuda à tecnologia. “Busquei softwares que pudessem de maneira mais prática, objetiva e profissional me auxiliar. Foi no E-correção que eu achei tudo muito intuitivo e autoexplicativo. De cara, me apaixonei”, afirma.

A docente ressalta que também foi determinante para a escolha da plataforma o suporte. “Mandei mensagem mais de 22 horas esperando ser respondida no dia seguinte. Para minha surpresa, tive resposta no mesmo dia. E é assim até hoje. Respondem nos fins de semana, feriados e te ajudam em caso de dúvidas”, pontua.

“Consegui ganhar tempo e atender mais alunos. Existem sistemas automatizados de correções em que basta inserir os comentários que você sempre usa nas redações. Não precisa digitar quando for o mesmo erro”, explica. 

O aluno também se beneficia com a plataforma. “O estudante visualiza o erro pelo sistema e há um espaço para comentários gerais. Além de apontar os erros, eu mostro o que seria ideal. Posso ainda gravar áudios com orientações para o aluno”, finaliza. 

O E-Correção

Presente em mais de 18 Estados brasileiros, E- Correção atende cerca de 10.000 alunos. De acordo com os sócios Claudemir de Sousa e Leonardo Marques, mais de 35.000 redações já foram corrigidas na plataforma, desde fevereiro, quando foi lançada.

Mais informações: www.ecorrecao.com.br

Por Rebeca Quirino

Imagem de capa: Internet

0 0 vote
Avaliação do artigo
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments