Fortaleza recebe laboratórios da escola de economia criativa Co.liga na Rede Cuca

Por Jocasta Pimentel   |    23 ago 2022

Localizados nos Cucas José Walter e Pici, os laboratórios irão oferecer cursos gratuitos em áreas como design, artes visuais e música, com foco no fomento da economia criativa

A Prefeitura de Fortaleza, por meio da Secretaria Municipal da Juventude e Rede Cuca, inaugura, nesta quinta-feira (25/08), os Laboratórios da Co.liga, escola de economia criativa da Organização de Estados Ibero-Americanos para a Educação, a Ciência e a Cultura no Brasil (OEI) em parceria com a Fundação Roberto Marinho (FRM). O lançamento do projeto será realizado no Teatro do Cuca José Walter, às 10h. O evento é aberto ao público e não precisa de inscrição prévia.

A cerimônia de abertura vai contar com a palestra “Economia Criativa como Projeto de Vida”, apresentada pela coordenadora da co.liga, Fabiana Cecy, e por Sandra Sérgio, coordenadora de projetos da OEI.

A Co-liga promove cursos on-line e outras oportunidades na área de economia criativa por meio de uma plataforma digital, conectando jovens, profissionais e empresas de diferentes áreas de atuação. Os laboratórios da Co.Liga em Fortaleza estarão localizados nos coworkings da Rede Cuca Pici e José Walter e funcionarão de 8h às 17h, de terça a sexta-feira. O acesso aos laboratórios será feito mediante agendamento no Portal da Juventude ou presencialmente, de terça a sexta-feira, nos coworkings. As atividades são gratuitas.

Serão ofertados mais de 35 cursos de curta duração em cinco áreas da economia criativa — patrimônio, música, multimídia, design e artes visuais — e temas transversais, como empreendedorismo, línguas, cidadania e elaboração de projetos culturais. Entre as opções segmentais, estão desde fotografia, design para web e roteiro audiovisual até turismo para cidades criativas, passando por produção musical, produção de infográficos e outros.
As ações visam atingir parte dos 50 milhões de jovens do Brasil – cerca de 54% – que estão desocupados, segundo dados do Atlas da Juventude. Uma das soluções é o investimento em formações na área de economia criativa, que entre 2005 e 2015 cresceu 70% no País, representando 2,6% do PIB brasileiro, segundo a OEI.

Sobre a Co.liga

A Co.liga, parceria da OEI com a Fundação Roberto Marinho, é uma escola livre focada em economia criativa. É um espaço de fortalecimento de redes e tem o objetivo de conectar juventudes, profissionais e empresas. Seu propósito é a formação e inclusão produtiva dos jovens brasileiros na economia criativa por meio da educação, trabalho e comunidade.

No eixo do trabalho, a escola promove a conexão dos estudantes com o mercado: empresas, gestores, produtores, desenvolvedores e empreendedores “coligados” vão oferecer, na própria plataforma, oportunidades de trabalho para os estudantes, a partir de uma rede de parcerias estratégicas organizada pela Co.liga. Os estudantes também poderão compartilhar seu portfólio na plataforma coliga.digital.

0 0 vote
Avaliação do artigo
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments