Arquidiocese de Fortaleza promove a 14ª Festa da Vida

Por Roberta Farias   |    31 out 2022

Neste ano de 2022, depois de dois anos de pandemia do Coronavírus e de duas Festas da
Vida virtuais – 2020 e 2021 – será realizada a 14ª Festa da Vida de
forma presencial, na Comunidade Santo Expedito, Paróquia Mãe Santíssima, Bairro
Parque Dois Irmãos – Fortaleza. A data, 11 de dezembro de 2022, terceiro domingo do
Advento, no horário das 10 às 16h. Sempre ligada à Campanha da Fraternidade do ano
em curso, tem como lema: “Fraternidade e Educação por um mundo mais irmão”.

Esta experiência (Festa da Vida) começou em 2009, e foi celebrada pela primeira vez no
Condomínio Espiritual Uirapuru – CEU, no período do advento, tempo de preparação,
de espera dinâmica, de feliz expectativa pela vinda do Salvador. E nasceu com o
objetivo de ser espaço privilegiado para conhecer, contemplar, dar visibilidade e
celebrar as ações realizadas em favor da vida, no âmbito da Arquidiocese de Fortaleza e
na sociedade civil. Também para fortalecer o espaço profético (anúncio e denúncia), a
partilha, alimentar e fortalecer a esperança, bem como renovar o compromisso com a
defesa da vida.

A metodologia usada desde a primeira festa da vida é a construção em mutirão, onde a
preparação e realização da festa é fruto do trabalho e esforço conjunto das comunidades,
pastorais, grupos, entidades que, de uma ou outra forma trabalham em defesa da vida.
As entidades expõe seus trabalhos em tendas organizadas e agrupadas por semelhança
(grupos afins) e o fazem sempre de forma muito criativa através de faixas, banners,
cartazes, imagens, artesanato, música, poesia e outros.


A Festa da Vida quer resgatar valores evangélicos vividos e ensinados por Jesus de
Nazaré, por isso um dos momentos marcantes da Festa é o do almoço, onde cada
pessoa, cada grupo traz e coloca em comum, e “todos partilham na alegria e
simplicidade de coração” (At 2, 46-b). Também a Festa tem a pretensão de ser sempre
mais ecumênica e aberta à todos os grupos, comunidades, pastorais, igrejas, entidades
eclesiais ou civis, que trabalham no dia-a-dia, defendendo a vida. É ocasião propícia
para conviver, celebrar, e tornar conhecidos os muitos trabalhos realizados em favor da
vida.

Fonte: Arquidiocese de Fortaleza

0 0 vote
Avaliação do artigo
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments